Apoio da torcida e vitória sobre CSA não impedem prejuízo do Botafogo no Engenhão

Apesar do público, a renda da partida foi insuficiente para o clube arcar com os gastos

Publicado em .

Apesar do público, a renda da partida foi insuficiente para o clube arcar com os gastos

Rio de Janeiro, RJ, 22 (AFI) - O público de 18.199 espectadores foi um trunfo importante para o time do Botafogo na vitória, por 2 a 1, segunda-feira à noite, no Engenhão, diante do CSA, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. A renda de R$ 334.422,00, porém, foi insuficiente para cobrir os gastos. Com isso, o clube, que já passa por sérios problemas financeiros, teve de arcar com um saldo devedor de R$ 79.386,86.

Promoções foram feitas pela diretoria e desta forma mulheres não pagaram para entrar no estádio e um sócio-torcedor podia levar um acompanhante de graça. Mesmo assim o jogo registrou um valor superior de despesas, como R$ 31.500,00 com segurança privada, além de R$ 15.083,32 com o reembolso de passagens para a arbitragem.

Acumular dívida em seus jogos em casa não é uma novidade para o Botafogo. Nos últimos dez jogos no Engenhão, apenas na derrota para o São Paulo, por 2 a 1, em 21 de setembro, o saldo foi positivo em R$ 18.549,82. Foram arrecadados R$ 414.516,00 por causa da presença de 19.294 torcedores. As despesas chegaram a R$ 395.966,18.

A próxima partida do Botafogo em casa será no dia 31 de outubro, às 21h30, contra o Cruzeiro. No domingo, pela 28ª rodada, o time do técnico Alberto Valentim visita o Grêmio, às 16 horas, em Porto Alegre. A equipe carioca soma 33 pontos, na 13ª colocação.