Há seis anos, Brasil vencia a Sérvia em seu último teste antes da Copa de 2014

Seleção Brasileira chegou a receber vaias da torcida no Morumbi, mas Fred fez a alegria da arquibancada com único gol

por Federação Paulista (FPF)

Campinas, SP, 06 (AFI) - No dia 6 de junho de 2014, a vitória da Seleção Brasileira diante da Sérvia, por 1 a 0, no Morumbi, com gol do centroavante Fred, marcou o último teste nacional antes da Copa do Mundo, no Brasil.

No ano anterior, o escrete nacional enchia os brasileiros de confiança e esperança após ser campeã da Copa das Confedereações, em cima da Espanha, até então campeã mundial. Naquela final, o time comandado por Felipão bateu os espanhóis, no Maracanã, por 3 a 0, com dois gols do camisa 9, Fred, e um de Neymar. Foi uma campanha com 100% de aproveitamento até o título. Durante a Copa do Mundo, a La Roja caiu ainda na fase de grupos.

ANTES DO ÚLTIMO
Por ser o país sede da competição, o Brasil estava classificado automaticamente para a 20ª edição do maior evento futebolístico do planeta. Desta forma, não participou das Eliminatórias. Até por isso, realizou uma série de amistosos depois do título contra a Espanha, para ajustar os últimos detalhes. O primeiro, no dia 14 de agosto de 2013, foi a derrota para a Suíça, por 1 a 0. Na sequência, goleou a Austrália, por 6 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Há seis anos, Brasil vencia a Sérvia em seu último teste antes da Copa de 2014
Há seis anos, Brasil vencia a Sérvia em seu último teste antes da Copa de 2014
Depois disso, foram mais oito confrontos amistosos até a estreia na Copa do Mundo. O time de Neymar e companhia venceu em sete ocasiões, incluindo a vitória sobre Portugal, por 3 a 1. A equipe portuguesa não pode contar com seu maior astro, Cristiano Ronaldo, devido a uma tendinite. No último de 2013, a Canarinho empatou com o Chile, por 2 a 2, no Mineirão, e foi criticada pela torcida brasileira. Ainda assim, essa não viria a ser a pior lembrança naquele estádio.

No primeiro amistoso do ano do mundial, a seleção goleou a África do Sul, por 5 a 0. Em tarde inspirada, o craque Neymar balançou as redes adversária três vezes. Oscar e Fernandinho também deixaram os deles. Era o último jogo antes da lista final para a convocação de Luiz Felipe Scolari. Posteriormente, a torcida brasileira se deparava com nova goleada. Desta vez a vítima era o Panamá. Com a lista de convocados fechada, o Brasil não encontrou dificuldades e venceu por 4 a 0, no Serra Dourada, em Goiânia.

SINAL DE ALERTA
Depois de goleadas contra algumas seleções de pouca expressão, Felipão e seus convocados teriam seu último teste antes de abrir a Copa do Mundo, contra a Croácia, na Arena Corinthians. O adversário em questão era a Sérvia. O palco do duelo era o Morumbi, com um pouco mais de 64 mil torcedores presentes.

Com pouca efetividade no ataque, a o Brasil cedeu contra ataques aos adversários, que por sua vez, também não souberam aproveitar, desperdiçando as oportunidades na hora da finalização. Porém, a equipe visitante vinha em um processo de reconstrução, enquanto os donos da casa visavam o hexa.

Mais uma vez a equipe jogou sob vaias de sua própria torcida, por não apresentar um bom futebol. Era um sinal de alerta para a disputa da Copa do Mundo. Após ouvir os gritos de "Luis Fabiano", como forma de descontentamento pela atuação de Fred, o centroavante recebeu lançamento de Thiago Silva, matou a bola no peito e, mesmo caído, conseguiu abrir o marcador, aos 12 minutos da segunda etapa.

Depois do gol, a Seleção Brasileira apresentou outra postura: logo no minuto seguinte Marcelo cruzou com perigo na área, mas o goleiro conseguiu mandar para fora. Neymar também passou a participar mais do jogo e a torcida esqueceu as vaias do primeiro tempo para emendar a famosa “ola”. Era o fim da prepração do Brasil para a Copa do Mundo daquele ano, em que o time de Luiz Felipe Scolari terminaria na quarta posição. A Alemanha ficou com o título e a Argentina com o vice. A Holanda completou o pódio.

FICHA TÉCNICA
Brasil 1 x 0 Sérvia

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP);
Data: 6 de junho de 2014, sexta-feira;
Horário: 16 horas (de Brasília);
Árbitro: Henrique Caceres (PAR);
Assistentes: Dario Gaona (PAR) e Milciades Saldivar (PAR);
Público: 63.280 pagantes (67.042 presentes);
Renda: R$ 8.693,940,00;
Cartões amarelos: (Brasil); Petrovic, Matic (Sérvia);
Gol: Fred, aos 12 minutos do segundo tempo.

Brasil: Júlio César; Daniel Alves (Maicon), Thiago Silva, David Luiz e Marcelo (Maxwell); Luiz Gustavo, Paulinho (Fernandinho) e Oscar (Willian); Hulk, Fred (Jô) e Neymar (Bernard). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Sérvia: Stojkovic (Lukac); Basta (Vulicevic), Ivanovic, Tosic e Kolarov; Jojic, Petrovic (Mrda), Matic e Markovic (Gudelj); Mitrovic (Dordevic) e Tadic (J. Tosic). Técnico: Ljubinko Drulovic.