ATUAÇÕES: Tite acerta nas alterações e vê Brasil crescer e afastar má fase

Na manhã desta terça-feira, a seleção brasileira derrotou a Coreia do Sul por 3 a 0

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 19 (AFI) - Com as novidades de Renan Lodi e Fabinho, nas vagas de Alex Sandro e Casemiro, a seleção brasileira jogou um futebol vistoso e gostoso de se assistir na vitória por 3 a 0 para cima da Coreia do Sul, na manhã desta terça-feira, nos Emirados Árabes.

O lateral tomou conta do setor e mostrou que é o verdadeiro herdeiro de Roberto Carlos, já que Marcelo e Filipe Luis não engrenaram como esperado com a camisa 'amarelinha'. No meio de campo, Fabinho está abrindo caminho para se firmar entre os titulares. O volante do Liverpool fez uma grande partida e fez com que Arthur e Philippe Coutinho crescessem juntos.

FIM DA MÁ FASE?

O triunfo, ao menos, apaga, neste primeiro momento, a péssima atuação contra a Argentina. E serviu para dar mais tranquilidade ao treinador, que está sendo contestado muito pela mesmice apresentada desde a Copa do Mundo.

No entanto, apesar de fazer mudanças significativas antes da bola rolar, o mesmo não pode se dizer durante o duelo. Tite demorou, de novo, para fazer substituições, deixando de testar jogadores importantes como Rodrygo, do Real Madrid, que entrou aos 41 minutos do segundo tempo.

Fabinho fez grande partida nesta terça - Lucas Figueiredo/CBF
Fabinho fez grande partida nesta terça
FICOU DEVENDO!

Quem ficou devendo foram Gabriel Jesus e Richarlison. O primeiro, novamente, ajudou mais na marcação do que no setor ofensivo. O segundo teve um dia realmente ruim. Errou praticamente tudo que tentou, mas demonstrou muita vontade. Só não conseguiu quebrar a seca de cinco jogos sem marcar.

COREIA DO SUL

A Coreia do Sul apostou na velocidade e nos chutes de longa distância para superar o Brasil, mas acabou sendo dominada pela superioridade do rival. A equipe asiática não sentiu o 'gostinho' da vitória em nenhum momento e sequer deu trabalho.

CONFIRA AS NOTAS DO FUTEBOL INTERIOR:

Alisson. Nota: 6.

Danilo. Nota: 7,5.

Marquinhos Nota: 7.

Éder Militão Nota: 7,5.

Renan Lodi. Nota: 8,5.

Arthur. Nota: 7.

Fabinho. Nota: 8.

Lucas Paquetá. Nota: 7.

Philippe Coutinho. Nota: 7,5.

Gabriel Jesus. Nota: 6.

Richarlison. Nota: 5,5

Reservas: Douglas Luiz, Emerson, Firmino e Rodrygo). Nota: 5.

Tite. Nota: 6.

COREIA DO SUL. Nota: 5.