Com coronavírus, Presidente de grande clube do Brasileirão deixa UTI

Leco estava internado desde o início do mês, mas teve melhora significativa

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 21 (AFI) - O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, deixou a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) nesta segunda-feira. O mandatário estava internado desde o início do mês, quando foi diagnosticado com covid-19.

O dirigente assumiu a presidência do São Paulo em outubro de 2015. Desde então, o clube vive má fase, não tendo conquistado nenhum título nesse período, o que atraiu muitas críticas da torcida tricolor a sua gestão. Em dezembro de 2019, conselheiros chegaram a entrar com pedido de impeachment contra o presidente, mas a situação acabou não indo até o final.

O mandato de Leco irá até o dia 31 de dezembro de 2020. A eleição está prevista para ser realizada no mês de dezembro, a depender de como estiver a situação da pandemia. Os principais candidatos a substituir Leco são Júlio Casares (situação) e Roberto Natel (oposição).

Leco deixou a UTI
Leco deixou a UTI
Confira nota oficial do São Paulo:

O São Paulo Futebol Clube informa que o Presidente Carlos Augusto de Barros e Silva apresentou melhora significativa nos últimos dias e, na manhã desta segunda-feira (21), teve alta da UTI do HCor, onde vem sendo tratado de Covid-19 desde o último dia 9.

Com a evolução positiva do quadro, o Presidente seguirá seu tratamento sob cuidados médicos em um apartamento do HCor. O Presidente se encontra em bom estado clínico e em processo de plena recuperação.