Torcida de time da Série C critica CBF por veto em homenagem a homem morto no Carrefour

O São José fez algumas homenagens a Bento, mas teve outras vetadas pela CBF

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 23 (AFI) - A torcida organizada do São José-RS, 'Os Farrapos', fez duras críticas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e à Federação Gaúcha de Futebol (FGF), que vetaram o uso de faixas no estádio Passo D'Areia em homenagem ao Beto, homem morto após agressões dentro do supermercado Carrefour.

"A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e a FGF (Federação Gaúcha de Futebol) acabam de mandar retirar todas as faixas em homenagem ao Beto, torcedor de nosso clube. A liberdade de expressão mais uma vez foi atropelada hoje pelos ditadores que comandam o futebol nacional. Até quando? Beto eterno", escreveu.

São José protestou contra morte de Beto
São José protestou contra morte de Beto

O clube, por sua vez, evitou em entrar em polêmica com a CBF, mas revelou ter feito algumas homenagens ao torcedor, como 'um minuto de silêncio' antes da bola rolar e faixas no braço do uniforme, se referindo ao luto pelo ocorrido.

"Hoje estamos de luto pelo brutal assassinato do torcedor João Alberto Silveira Freitas. Paz! Chega de racismo e violência", disse.

A Federação, por outro lado, colocou 'panos quentes' e deixou claro que a CBF precisa ser consultada por ser um torneio realizado pela entidade.

SITUAÇÃO!
O jogo em questão terminou empatado por 0 a 0 entre São José e Londrina no último domingo, pela 16ª rodada da Série C. O time gaúcho é o oitavo colocado do Grupo B, com 17 pontos, três de São Bento e Boa Esporte, ambos dentro da degola.