Agência Antidoping da Rússia suspende todos os testes devido ao coronavírus

Yuri Ganus afirmou que a agência vai continuar o seu trabalho, mas os testes antidoping estão suspensos

por Agência Estado

Campinas, SP, 28 (AFI) - O chefe da Agência Antidoping da Rússia (Rusada, na sigla em russo), Yuri Ganus, anunciou neste sábado a suspensão temporária da realização de todos os exames, respeitando as medidas do governo local impostas para conter a propagação do novo coronavírus.

Em um vídeo divulgado no site oficial da Rusada, Ganus afirmou que a agência vai continuar o seu trabalho, mas os testes antidoping estão suspensos, cumprindo as determinações governamentais.

"Seguimos o regime estabelecido pelo autoridades da Rússia, neste momento estamos suspendendo todos os testes", disse Ganus, sem informar uma data para que a realização dos exames seja retomada.

Com mais de mil casos da covid-19, a Rússia decidiu impor restrições para diminuir a velocidade do contágio do vírus. O presidente Vladimir Putin anunciou o fechamento do comércio em Moscou, incluindo bares, lojas, cafés e restaurantes, pela próxima semana. Só permanecem abertos serviços essenciais, como os de farmácias e supermercados. Putin também suspendeu os voos internacionais e adiou a votação final da reforma Constitucional

Yuri Ganus, chefe da Agência Antidoping da Rússia
Yuri Ganus, chefe da Agência Antidoping da Rússia
Em dezembro do ano passado, a Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) decidiu excluir a Rússia de todas competições oficiais por quatro anos em consequência da falsificação de dados dos controles entregues à entidade. Com a punição, o país fica impedido de disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão e os Jogos de Inverno de Pequim-2022, na China, além de outros grandes eventos esportivos, o que inclui a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

A Rússia está no processo de recorrer da suspensão imposta pela Wada e prometeu acionar a Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça.

Antes, em 2015, a Wada descredenciou o laboratório russo em Moscou. Após investigações, a agência afirmou que o laboratório escondia rotineiramente casos de doping de centenas de esportistas russos, principalmente no atletismo. A Rússia foi finalmente punida e restrições foram impostas à participação de atletas na Olimpíada de Inverno de 2018, em Pyeongchang, na Coreia do Sul.