Apresentado, ex-Athletico fala em conquistar seu espaço no Guarani

O atleta foi um dos resforços do Bugre durante a paralisação por conta do coronavírus

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - O Guarani apresentou nesta quinta-feira o zagueiro Walber, que vinha atuando pelo Athletico Paranaense. O contrato assinado é válido até o fim do Campeonato Brasileiro da Série B, conforme cronograma da CBF, no final de janeiro. O defensor prometeu muito trabalho e ressaltou a boa fase da equipe bugrina antes da paralisação do Paulistão devido ao novo coronavírus.

"Vim ajudar para que a gente possa sair com acesso na Série A. Conheço o estilo de jogo do Carpini e isso me facilita muito, porque é semelhante com o do Athletico. Vou trabalhar bastante para quando chegar a oportunidade estar pronto.Quem está chegando agora, fará o melhor possível para que o clube siga em bom nível.", falou o jogador.

Walber foi apresentado no Guarani
Walber foi apresentado no Guarani
Walber, 23 anos, falou sobre as passagens anteriores antes de reforçar o Guarani. "Tive uma sequência boa no Botafogo. Tinha acabado de sair da base. No Sport e no Figueirense não joguei muito. Fui bem recebido no Athletico, mas estou com minha cabeça no Guarani e vou continuar trabalhando para ir em busca do objetivos", concluiu.

O defensor ainda falou sobre as suas características e revelou que não pensou duas vezes em aceitar a proposta do Guarani. "Tenho bom passe e bola área. Sou rápido e tenho boa saída de bola. Tenho a certeza de que posso ajudar o Guarani. Quando me ligaram, fiquei muito feliz com a proposta e aceitei na hora", finalizou.

Em 2020, o defensor foi titular em seis jogos do Athletico no Campeonato Paranaense, mas esteve no banco de reservas nos dois últimos compromissos antes da paralisação geral.

REFORÇOS
Além de Walber, o Guarani já confirmou outras quatro contratações para sequência da temporada: o zagueiro Didi e o atacante Elias Carioca, emprestados pelo Athletico-PR, o volante Arthur Rezende, cedido pelo Boavista, e o atacante Waguininho, após quatro anos na Coreia do Sul.