Presidente do Grêmio já vê possibilidade de declarar Caxias campeão gaúcho

Bolzan demonstrou desânimo com o veto do governo sobre futebol no Rio Grande do Sul

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 02 (AFI) - O Grêmio começa a pensar em abrir mão do Campeonato Gaúcho. Através das mídias sociais do clube, o presidente Romildo Bolzan mostrou muita preocupação com conflitos de datas com o Brasileirão, que está previsto para ser iniciado em janeiro, conforme o planejamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O mandatário não esconde a possibilidade de declarar o Caxias campeão gaúcho. A equipe grená conquistou o primeiro turno do torneio após derrotar o próprio Grêmio na decisão por 1 a 0. No segundo turno, vinha na vice-liderança do Grupo B, atrás do Tricolor.

Caxias campeão gaúcho?
Caxias campeão gaúcho?
"Torcemos que sim (sobre volta do Gaúcho). Confiantes que possa acontecer. Mas já temo que as datas conflitem com o início do Brasileiro. Como tem sete datas para cumprir, a coincidência de datas poderá ser um fator complicador. Se por acaso não tivemos condições sanitária no RS de avançarmos, no sentindo dos treinos e jogos, creio que talvez seja melhor declararmos o Caxias campeão", falou o presidente.

TREINOS
Sem a liberação por parte do Governo, o Grêmio vai mandar os treinos na cidade de Criciúma, inclusive, já acertou com a própria equipe carvoeira.

"A ida do Grêmio é questão técnica, continuidade de preparação. É um passo a frente daquele cronograma que foi estabelecido no futebol brasileiro do dia 9 de agosto para começar o campeonato. Depois de tanto tempo de treinamentos físicos, somente cabe evoluir para contatos, principalmente coletivos e táticos", completou.