Gaúcho: Confiando em retorno, Esportivo renova contratos, mas diminui valores

O clube de Bento Gonçalves é, ao lado de Aimoré e Novo Hamburgo, dos poucos clubes do Gauchão que não têm calendário nacional

por Agência Futebol Interior

Bento Gonçalves, BA, 02 (AFI) - O Esportivo definiu, neste meio de semana, como agirá em meio à paralisação do Campeonato Gaúcho por conta da pandemia de Covid-19, o novo coronavírus: em acordo com elenco, que ficaria sem contrato, vai renovar os vínculos, mas pagando 70% a menos entre salários e direitos de imagem.

O clube de Bento Gonçalves é, ao lado de Aimoré e Novo Hamburgo, dos poucos clubes do Gauchão que não têm calendário nacional durante o segundo semestre. Dessa forma, os contratos se encerrariam ao final do mês. Entretanto, eles serão rescindidos e assinados novamente - agora, sob os novos termos.

Foto: Divulgação - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O único atleta que não permanecerá é o volante Wellington, que deixou o Esportivo alegando questões pessoais. Além disso, a comissão técnica não se enquadra no acordo, já que os integrantes estão sob outro regime de contratação. De qualquer forma, o técnico Hélio Vieira segue em Bento Gonçalves.

O Alviazul terminou o primeiro turno do Campeonato Gaúcho na terceira colocação do Grupo B. Já no segundo turno, aparecia no terceiro posto. Restando apenas três partidas para o término da fase de grupos, o Esportivo estava perto de conseguir uma vaga para o próximo Campeonato Brasileiro da Série D.