Egídio aponta Copa do Brasil como remédio para a eliminação do Flu na Sul-Americana

"Foram três dias horríveis. É para ficar triste, é para doer sim, mas já passou", disse

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 21 - O lateral-esquerdo Egídio confia que a disputa da Copa do Brasil possa ser o remédio para o Fluminense curar a ferida pela eliminação precoce na Copa Sul-Americana para o Unión La Calera, do Chile. O time das Laranjeiras enfrenta na quarta-feira o Moto Clube, em jogo único, no Castelão, em São Luís, no Maranhão. Por ser visitante, a equipe carioca tem a vantagem do empate pelo regulamento.

"Foram três dias horríveis. É para ficar triste, é para doer sim, mas já passou. Não podemos ficar nos remoendo com passado. Mas não tem como voltar atrás. Já foi. Bola para frente.

Agora temos mais uma decisão pela frente, na Copa do Brasil. Agora é pensar na frente e focar. Será um jogo difícil, mas temos totais condições de passar", disse o defensor, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva.

SUPERAÇÃO

O lateral aposta que o time vai conseguir mostrar em campo que superou o momento ruim da desclassificação no Chile.

"É um jogo decisivo, que dá vaga. Temos a questão do empate, mas vamos entrar para vencer. Sempre que entramos em campo, é para vencer. Vamos jogar com muita atenção e igualar na vontade para nossa qualidade sobressair.

Estamos treinando muito bem, temos uma semana cheia. Odair está fazendo um grande trabalho. Todo mundo se dedicando ao máximo. Não tem ninguém fazendo corpo mole, pelo contrário. Vamos buscando positividade para sairmos com a vitória."

Normalmente descontraído, Egídio não demonstrou espontaneidade ao ser perguntado sobre o amigo Fred, possível reforço da equipe.

"Estávamos muito concentrados para esse jogo da Sul-Americana. E o pior aconteceu, com a eliminação. Então cabeça pesa, galera conversa menos. Não conversamos sobre esse assunto. Tem uns dias que não falo com o Fred.

Na chegada conversei bastante com ele. Mas agora estou focando em quem está aqui no momento. Mas espero que ele venha, porque vai somar, vai agregar", afirmou o atleta, visivelmente contrariado com a saída na sul-americana.

TAÇA RIO

Depois do jogo pelo Copa do Brasil, o Fluminense fará a estreia na Taça Rio, dia 1.º de março, no Maracanã, diante do Madureira.