Barretos tenta na Federação Paulista uma vaga para a disputa do Paulista A2

Clube entregou documento elaborado pelo Departamento Jurídico solicitando explicações sobre a vaga na A2

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 19 (AFI) - O presidente de honra do Barretos Esporte Clube, Milton Aparecido da Silva, “Miltão”, acompanhado do seu sobrinho Netão e o gerente de futebol, Luis Eduardo Cortillazzi, “Luisão”, estiveram hoje, dia 18, na sede da Federação Paulista de Futebol, em São Paulo, protocolando um pedido de vaga para o clube no Campeonato Paulista da Série A2.

Após se encontrarem com o coronel Isidro Suita, do Departamento de Infraestrutura de Estádios, os dirigentes do BEC, se reuniram com o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos.

Os dirigentes do Barretos e da FPF almoçando na sede da Federação Paulista de Futebol.
Os dirigentes do Barretos e da FPF almoçando na sede da Federação Paulista de Futebol.

SOLICITAÇÃO

Na oportunidade, os dirigentes barretenses entregaram um documento elaborado pelo departamento Jurídico do clube.

No protocolo solicitou as devidas explicações sobre a possível vaga do clube na Série A2.

De qualquer forma, com mais de 35 anos de experiência no futebol, Miltão reforço a amizade e o ótimo relacionamento com a direção da FPF. Segundo Miltão, ele falou com o presidente Reinaldo Carneiro Bastos e ficou satisfeito.

"Foi uma conversa franca e muito produtiva em prol do futebol paulista" - resumiu o dirigente do Barretos.

União selada entre Bragantino e Red Bull em 2020
União selada entre Bragantino e Red Bull em 2020

A SITUAÇÃO
Na verdade, o Barretos, terceiro colocado ano passado da Série A3, entende que teria direito a uma vaga na Série A2 de 2020 após a fusão entre Bragantino e Red Bull.

Na realidade, o Red Bull Brasil deve confirmar sua posição no conselho Arbitral. Mas já decidiu que vai manter a parceria com o Bragantino/Red Bull e, com isso, vai ser rebaixado para a Série A2, onde vai disputar a competição com o nome Red Bull Brasil, usando jogadores de sua base e até jovens de 23 anos.

Mas como prevê o Regulamento Geral das Competições, o Red Bull Brasil, agora apelidado de Toro Rosso (como é chamada sua segunda equipe na Fórmula 1) não poderá ter acesso. OU seja, quem disputar a Série A2 em 2020 já saberá que não terá o RB como adversário na briga pelo acesso. A briga de 16 caiu para 15 clubes.