"Ladrão, safado..."! Árbitro registra xingamento de dirigente e ponta ironia de Lisca

América-MG foi derrotado pelo Cruzeiro no Independência pela Série B

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 03 (AFI) - Se o América-MG não saiu nada satisfeito com a arbitragem na derrota, por 2 a 1, para o Cruzeiro pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o paraense Dewson Fernando Freitas fez questão de relatar tudo na súmula da partida.

"Informo que, após o término do jogo, quando a equipe de arbitragem estava se dirigindo ao vestiário da arbitragem, o conselheiro da equipe do América FC, sr. Anderson Racilan, partiu em nossa direção, apontando com o dedo, e me ofendeu proferindo de maneira ofensiva as seguintes palavras: "tú és safado, ladrão, bandido, merece pegar uns tapas, juiz de várzea, juiz de várzea, juiz de várzea", escreveu o juizão.

"Relato que o sr. Marco Antônio Batista, também conselheiro da equipe do América FC, me ofendeu gritando as seguintes palavras: "veio para fazer o resultado e livrar o Cruzeiro, seus bando de ladrões, safados", continuou Dewson.

LISCA DOIDO!
A súmula também não foi nada amiga do técnico Lisca, expulso ainda aos 16 minutos do primeiro tempo. O técnico do América foi irônico com a arbitragem.

"Após receber a advertência, o treinador foi expulso por gesticular com os braços e me ofender com os seguintes dizeres, "pode comemorar o gol junto com o time deles, estão mal intencionados, tu não tem vergonha não", relatou o paraense.

Expulso, Lisca foi irônico com a arbitragem. (Foto: Mourão Panda / América-MG)
Expulso, Lisca foi irônico com a arbitragem. (Foto: Mourão Panda / América-MG)
"Na sequência, o mesmo aplaudiu a equipe de arbitragem de forma irônica gritando "parabéns". Informo que o treinador depois de ser expulso ficou sentado na arquibancada localizada na parte de trás do banco de reservas da equipe do América Futebol Clube. Ao solicitar a sua saída, o mesmo falou que não sairia do local que estava e quem iria o tirar de lá. Afirmo que o treinador não se manifestou durante todo o primeiro tempo e no segundo tempo do jogo, o mesmo ficou sentado no local reservado para a diretoria do América Futebol Clube, na parte superior da arquibancada", completou.