Goleiro Bruno coloca medo no coronavírus e treina até mesmo na quarentena

"Flagra" de Bruno treinando com outras três pessoas foi feito pela esposa Ingrid Calheiros

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 09 (AFI) - O goleiro Bruno coloca medo até mesmo no novo coronavírus. Destemido desde que passou ao regime semiaberto, ele desrespeitou a quarentena do Covid-19 e tem treinado normalmente em sua casa no Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro.

Sem medo do coronavírus. (Foto: Reprodução)
Sem medo do coronavírus. (Foto: Reprodução)
O "flagra" foi feito pela esposa Ingrid Calheiros. Ela publicou, em suas redes sociais, uma foto de Bruno e outras três pessoas uniformizadas treinando em campo. Os dois vivem na Região dos Lagoas desde o fim de março.

Bruno, apesar de mostrar vontade de voltar a jogar, ainda não acertou com nenhum clube. Ele até fez algumas tentativas e chegou a ser anunciado, mas a repercussão negativa fez com que ele seguisse sem clube.

SENTENÇA
O camisa 1 está preso desde 2010 pelo assassinato de Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, que hoje vive com a avó, mas vem cumprindo pena no regime semiaberto em Varginha (MG). Lá, chegou a defender o Boa Esporte por cinco partidas, em 2017.

Antes do crime, se destacou pelo Atlético Mineiro e teve uma rápida passagem pelo Corinthians, sem sequer entrar em campo, até que chegou ao Flamengo, pelo qual conquistou o tricampeonato carioca, entre 2007 e 2009 e o Brasileirão de 2009.